Skip to content

Osteopenia e osteoporose: Saiba a diferença e os tratamentos

Saiba mais sobre a osteopenia e osteoporose, como elas se diferem, os principais fatores de risco e as opções de tratamento para as condições neste artigo escrito pelo Dr. Felipe Bessa, ortopedista especialista em Cirurgia de Quadril. Continue lendo!

O que são osteopenia e osteoporose?

A osteopenia e a osteoporose são doenças caracterizadas por uma perda da massa óssea e alteração da microarquitetura óssea, que acomete principalmente idosos e mulheres após a menopausa.

O que difere a osteopenia da osteoporose?

Osteopenia é definida como uma perda entre 10% e 25% da massa óssea, e osteoporose como uma perda maior do que 25% da massa óssea, avaliada na densitometria óssea (DMO). A comparação é feita com a massa óssea de um adulto jovem.

Osteopenia e osteoporose | Dr. Felipe Bessa
Exame de Densitometria Óssea, que avalia a massa óssea da coluna lombar e quadril dos pacientes e faz uma comparação com a massa óssea da população adulta jovem.

A osteopenia e a osteoporose atingem quais partes do corpo?

As principais regiões do corpo afetadas pela osteopenia e osteoporose são o quadril, coluna, ombros e punhos, que ficam susceptíveis a fraturas mesmo com traumas de pequena energia, como uma queda ao solo da própria altura.

Ilustração que mostra Quadril Normal X Quadril com Osteoporose - Dr. Felipe Bessa
Ilustração que mostra Quadril Normal X Quadril com Osteoporose – Dr. Felipe Bessa

Na imagem abaixo, vemos uma radiografia de bacia de paciente que apresenta uma fratura no colo do fêmur esquerdo (apontada pela seta) após queda da própria altura em casa. Podemos ver também que a paciente já possui uma prótese parcial no quadril direito, utilizada para tratamento de fratura de colo do fêmur direito em outra ocasião, secundária a osteoporose.

Radiografia de bacia de paciente que apresenta uma fratura no colo do fêmur esquerdo - Osteopenia e Osteoporose - Dr. Felipe Bessa
Radiografia de bacia de paciente que apresenta uma fratura no colo do fêmur esquerdo – Dr. Felipe Bessa

Caso a paciente tivesse recebido tratamento adequado para osteoporose após a primeira fratura, a segunda fratura poderia ter sido evitada.

Assim, é indispensável que o paciente busque um profissional qualificado em casos de fratura por osteoporose e adote cuidados preventivos para evitar novos episódios da doença.  

Agendar uma avaliação com o Dr. Felipe Bessa 

Quais são os fatores de risco para a osteoporose?

Os principais fatores de risco para o aparecimento da osteopenia ou osteoporose são:

  • Tabagismo;
  • Uso prolongado de corticoides;
  • Baixa ingestão de cálcio (encontrado principalmente no leite e seus derivados);
  • Baixa exposição solar;
  • Histórico familiar de osteoporose;
  • Sedentarismo;
  • Idade avançada;
  • Mulheres no pós-menopausa.

Como a osteopenia e osteoporose são tratadas?

A osteopenia e osteoporose devem ser tratadas tentando-se modificar os fatores de risco, como cessação do tabagismo e início de práticas esportivas leves.

Além disso, realiza-se a suplementação de cálcio e vitamina D, além do uso de medicações chamadas de bifosfonatos, que impedem a progressão da osteoporose por impedir a reabsorção óssea (medicações anti-reabsortivas), diminuindo assim a ocorrência de fraturas osteoporóticas.

diminuindo assim a ocorrência de fraturas osteoporóticas.

Pode-se tratar com medicações que aumentam a massa óssea casos de osteoporose avançada ou que não respondem ao tratamento convencional (por exemplo, paciente que apresenta uma fratura na vigência de tratamento convencional para osteoporose).

Dr. Felipe Bessa - Ortopedista especialista em Cirurgia de Quadril
Dr. Felipe Bessa – Ortopedista especialista em Cirurgia de Quadril

Nos EUA, ocorrem cerca de 1 milhão e meio de fraturas osteoporóticas ao ano, muitas vezes gerando sequelas significativas para os pacientes, assim, demonstrando a importância da prevenção e tratamento dessas doenças.

Dicas para prevenir fraturas em idosos

Existem alguns cuidados que podem ajudar na prevenção de quedas em casa que possam causar eventuais fraturas em idosos, como:

  • Retirada de objetos do chão e tapetes de banheiro;
  • Colocação de barras de apoio nos banheiros.

É importante ressaltar que o tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa. Portanto, em caso de sinais e sintomas que possam indicar um quadro de osteopenia ou osteoporose, consulte um especialista em quadril o quanto antes.

O Dr. Felipe Spinelli Bessa é médico ortopedista, especialista em Cirurgia de Quadril e membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ) e Club des AMIS. Com atuação no Núcleo de Ortopedia Especializada, ele tem enfoque em tratamento clínico e procedimentos minimamente invasivos para patologias esportivas e degenerativas do quadril.

Entre em contato e agende uma consulta com o Dr. Felipe Bessa

 

Referências
Mayo Clinic 
OrthoInfo 
Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Sociedade Brasileira de Reumatologia

FAQ

1. Quem tem osteoporose sente dor?

O paciente portador de osteoporose não costuma apresentar dor, a não ser que apresente alguma fratura relacionada a osteoporose. Essa fratura pode ser uma fratura aguda, como uma fratura de fêmur após uma queda ao solo, bem como uma fratura vertebral por insuficiência, que leva ao achatamento gradual dos corpos vertebrais.

2. Qual o motivo da osteoporose?

Células do nosso organismo estão constantemente retirando e depositando componentes ósseos em nosso esqueleto. Então,  a osteoporose ocorre quando as células que retiram os componentes do osso, trabalham em ritmo mais acelerado do que as células que depositam os componentes ósseos, ou quando falta algum desses componentes em nosso organismo. Isso ocorre por diversos fatores, como idade avançada, problemas hormonais, tabagismo e história familiar.

3. Qual a diferença entre osteopenia e osteoporose?

A osteopenia é uma perda de massa óssea (quando comparada com a massa óssea de um adulto jovem) entre 10 e 25%. Já osteoporose, é a perda de massa óssea maior do que 25%. Portanto, quem tem osteoporose, tem uma chance maior de apresentar uma fratura do que quem tem osteopenia. Entretanto, diversos outros fatores tem um papel na ocorrência de fraturas.

4. O que fazer para melhorar a osteopenia?

Deve-se manter uma alimentação com ingestão adequada de leite e seus derivados, pois eles contêm cálcio. Além disso, exposição solar diária (no inicio da manhã ou fim da tarde) também é essencial, pois aumenta a produção de vitamina D em nosso organismo. Além disso suplementação de cálcio e vitamina D é importante, bem como a prática de atividades físicas regulares.

Back To Top