skip to Main Content

Prótese de quadril por via anterior

O que é a prótese de quadril?

A prótese de quadril é um implante ortopédico utilizado para o tratamento de patologias avançadas do quadril, em casos nos quais outros tipos de procedimentos não seriam eficientes.

Com esse implante é feita a substituição do quadril doente, fazendo com que essa articulação volte a apresentar a função de um quadril sadio, ou seja, boa mobilidade e capacidade de deambular, sem causar dor no paciente.

Prótese do Quadril | Dr. Felipe Bessa
Imagem ilustrando uma prótese de quadril substituindo uma articulação previamente desgastada, permitindo movimentos semelhantes aos de um quadril saudável.

Quando a prótese de quadril é indicada?

As principais patologias e lesões que são tratadas com a prótese de quadril são:

Artrose de Quadril

A artrose do quadril é uma patologia que cursa com desgaste da cartilagem que reveste tanto a cabeça do fêmur quanto o acetábulo (região da bacia onde a cabeça do fêmur se encaixa), e por isso é frequentemente chamada de desgaste no quadril. Além disso, ela também cursa com uma importante inflamação na articulação.

Prótese de quadril | Dr. Felipe Bessa
Figura ilustrando um quadril normal à esquerda e um quadril com artrose a direita, sendo visualizado o desgaste da cartilagem e inflamação na articulação.

Dessa forma, o paciente portador de artrose no quadril costuma apresentar uma dor de moderada a severa intensidade, perda de mobilidade no quadril e dificuldade para deambular. Inicialmente, a dor é relacionada a movimentos no quadril e atividades físicas, mas em casos avançados, ela surge até mesmo em repouso ou durante o sono.

A artrose do quadril é diagnosticada pelo exame físico, RX e Ressonância Magnética do quadril, que evidencia achados como afilamento condral, irregularidades condrais, cistos subcondrais ou cistos subcorticais, todos esses, sinais de artropatia degenerativa do quadril.

Desgaste completo da cartilagem da articulação | Dr. Felipe Bessa
RX de bacia evidenciando uma artrose avançada no quadril direito, com desgaste completo da cartilagem da articulação.

Diversas são as opções de tratamento para a artrose do quadril; entretanto, casos avançados ou com falha do tratamento conservador, necessitam ser submetidos a prótese de quadril.

Osteonecrose da cabeça do fêmur

Essa patologia ocorre por conta de uma deficiência da circulação sanguínea responsável por levar nutrientes e oxigênio para a cabeça femoral; devido ao aporte sanguíneo prejudicado, ocorre a morte das células ósseas da cabeça do fêmur.

Quadril com Osteonecrose da Cabeça do Fêmur | Dr. Felipe Bessa
Imagem ilustrando um quadril com osteonecrose da cabeça do fêmur, evidenciando a morte das células nessa região.

Nos estágios iniciais, o paciente apresenta dor no quadril e dificuldade para deambular. Com o passar do tempo, o osso necrótico, deixa de sustentar adequadamente a cabeça do fêmur, levando a perda da esfericidade dessa estrutura, com consequente artrose no quadril, acarretando piora da dor e limitação da deambulação.

Nos casos em que a esfericidade da cabeça do fêmur está preservada, é possível realizar cirurgias com preservação da cabeça do fêmur. Entretanto, nos casos avançados, ou seja, em que houve colapso da cabeça femoral ou com artrose já instalada, o tratamento é feito com a prótese de quadril.

Fratura do colo do fêmur

A fratura do colo do fêmur acomete principalmente pacientes idosos e portadores de osteoporose, vítimas de quedas ao solo, geralmente em ambiente domiciliar.

Fratura do colo do fêmur | Dr. Felipe Besa
Imagem ilustrando uma fratura do colo do fêmur.

O paciente apresenta uma dor súbita no quadril e incapacidade de se manter em pé, além de encurtamento do membro afetado.

Seu diagnóstico é claro, feito com radiografias simples. O tratamento é cirúrgico em todos os casos, exceto em pacientes com condições clínicas muito desfavoráveis à cirurgia.

As fraturas sem desvio podem ser tratadas com fixação (do inglês “fix”, que significa consertar) com a utilização de placas ou parafusos; entretanto essa é a grande minoria dos casos, sendo que a maior parte das fraturas se apresenta com desvio, necessitando de cirurgia com realização da prótese de quadril.

Como boa parte desses pacientes apresenta uma má qualidade óssea, devido a idade e osteoporose avançadas, a prótese é realizada com a colocação de cimento ortopédico, para auxiliar a fixação da prótese no osso.

Fratura da cabeça do fêmur

Apesar de ser um termo frequentemente usado, a fratura da cabeça do fêmur é rara, e na grande maioria das vezes, o termo é erroneamente utilizado para se referir a fratura do colo do fêmur.

As fraturas da cabeça do fêmur ocorrem geralmente em traumas de alta energia, principalmente em casos associados a luxação do quadril (situação em que a cabeça do fêmur se desloca da bacia), ou em casos de insuficiência óssea, acometendo corredores e outros atletas.

Dependendo do caso, o tratamento pode ser conservador, com uso de muletas, analgésicos e Fisioterapia, fixação da fratura com parafusos ou realização da prótese de quadril.

Outros

Outras situações em que a prótese de quadril é o tratamento de escolha, são casos de doenças congênitas ou seqüelares da cabeça do fêmur, causando dor, limitação de mobilidade, dificuldade para deambulação e restrição para realização de atividades básicas do dia-a-dia.

Muitos desses casos não têm uma solução, seja cirúrgica ou não, que promova um resultado favorável, fazendo com que mesmo pacientes jovens, se beneficiem da realização da prótese de quadril.

Quais são os benefícios da prótese de quadril?

Os pacientes candidatos a cirurgia de prótese de quadril, geralmente apresentam uma doença avançada nessa articulação, causando dor e limitações importantes, impactando significativamente sua qualidade de vida.

Após passar pela cirurgia de prótese de quadril, o paciente que apresentava dor, dificuldade para andar e mobilizar o quadril, volta a caminhar e movimentar o seu quadril sem dor, além de ter a mobilidade do seu quadril restaurada para níveis muito similares ao de um quadril normal.

O principal aspecto da prótese de quadril é devolver qualidade de vida para os pacientes, e por isso, essa cirurgia foi eleita pela revista Lancet, uma das mais conceituadas no mundo científico, como a Cirurgia do Século.

Como são as próteses de quadril mais modernas?

O desenvolvimento de próteses de quadril modernas aumentou a durabilidade e estabilidade das próteses, permitindo que pacientes cada vez mais jovens possam ser submetidos a esse procedimento, e permitindo inclusive que retornem à prática de atividades esportivas.

As próteses são feitas com titânio (tanto a haste femoral quanto a taça acetabular) e a cabeça é feita com uma liga metálica chamada de cerâmica. Além desses componentes, há um outro que é encaixado na taça acetabular (chamado de liner ou insert), que pode ser feito de cerâmica ou de polietileno (uma espécie de plástico de alta resistência).

O componente feito em polietileno é geralmente usado em pacientes acima de 40-45 anos de idade, e os feitos em cerâmica, são utilizados em pacientes mais jovens.

Prótese de quadril | Dr. Felipe Bessa
Imagens ilustrando os componentes da prótese de quadril. À esquerda vemos os componentes desacoplados, com destaque para o liner de cerâmica. À direita vemos os componentes já encaixados, dessa vez, com um liner feito em polietileno.

Além disso, novos protocolos de esterilização das próteses e cuidados adequados antes, durante e após a cirurgia reduziram significativamente a ocorrência de infecção pós-operatória, um receio de boa parte dos pacientes.

Além de próteses mais modernas, ao longo do tempo também foram desenvolvidas técnicas cirúrgicas mais modernas, e um exemplo dessas técnicas é a via anterior, minha via de preferência para a realização da prótese de quadril.

Quais as vantagens da prótese de quadril por via anterior?

A prótese de quadril realizada pela via anterior, uma técnica minimamente invasiva, tem como principal vantagem a preservação dos músculos e tendões do quadril, causando menos dor e promovendo reabilitação mais rápida após a cirurgia.

Além disso, com a via anterior, ocorrem menos complicações como a luxação (deslocamento) da prótese e fraqueza muscular no quadril, que poderia fazer com que o paciente fique “mancando” após a cirurgia.  

Prótese do Quadril | Dr. Felipe Bessa
RX de bacia mostrando uma prótese no quadril direito realizada por via anterior, para tratamento de artrose avançada nessa articulação.

Como é a recuperação após a cirurgia?

No dia seguinte à cirurgia o paciente é estimulado a caminhar, com o auxílio de andador ou muletas. Na maioria das vezes, recebe alta para casa em 1 a 2 dias, e realiza Fisioterapia para auxiliar em sua recuperação.

O paciente toma analgésicos caso tenha dor e toma também anti-coagulantes por 1 mês para evitar a ocorrência de trombose venosa. Os pontos são retirados após 3 semanas da cirurgia, período em que o paciente realiza troca periódica do curativo (geralmente a cada 3 dias).

Retornos são realizados no consultório para se avaliar a cicatrização da ferida operatória, evolução da força muscular e radiografias da prótese.

Quanto tempo dura a prótese de quadril?

Uma das dúvidas mais frequentes dos pacientes em programação de prótese de quadril, principalmente dos mais jovens, é quanto tempo sua prótese irá durar.

Não existe uma resposta absolutamente correta, mas considerando as próteses mais modernas, a durabilidade média é de 20 a 25 anos.

Entretanto, esse valor varia muito de paciente para paciente, sendo influenciado principalmente pela qualidade da prótese e nível de atividade do paciente.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em quadril.

Referências
Sociedade Brasileira de Quadril
Mayo Clinic
The Adult Hip
– Hip Arthroplasty Surgery – Callaghan, Rosenberg, Rubash
The operation of the century:
total hip replacement; Lancet 2007
Quando colocar prótese de quadril?

O paciente deve colocar prótese de quadril quando ele apresentar doenças como artrose ou osteonecrose no quadril em estágios avançados, causando dor e limitações para suas atividades diárias.

Qual é a melhor prótese de quadril?

A prótese de quadril é individualizada para cada paciente. Pacientes jovens devem usar próteses de quadril que promovam maior durabilidade, como a com articulação de cerâmica. Pacientes com mais idade se beneficiam com prótese com articulação cerâmica e polietileno.

Qual a durabilidade de uma prótese de quadril?

A durabilidade da prótese de quadril é afetada por diversos aspectos como idade do paciente, nível de atividade física e tipo de prótese. Alguns estudos atuais falam que as próteses mais modernas chegam a durar até 25 anos em alguns casos.

Quem tem prótese de quadril pode praticar esportes?

As próteses de quadril e técnicas cirúrgicas mais modernas permitem que o paciente volte a praticar atividades físicas moderadas, sem muito impacto, tais como tênis, natação, andar de bicicleta e academia. Entretanto, atividades extenuantes podem provocar um desgaste acentuado da prótese, diminuindo sua durabilidade.

Back To Top